OS ORIXÁS COMO ESPÍRITOS SUPERIORES

Segundo o livro REGISTROS DE UMBANDA de Renato Dias (edição do autor), os seguidores do Caboclo das Sete Encruzilhadas, fundador oficial da Umbanda, consideram que os orixás não são divindades ou manifestações diferenciadas de Deus, mas espíritos que alcançaram um elevado nível de evolução espiritual (p. 91).

Continuar lendo “OS ORIXÁS COMO ESPÍRITOS SUPERIORES”

OS ESPÍRITAS LAICOS E A CAMPANHA PELA ESPIRITIZAÇÃO

No final da década de 70 do século passado, a UMES – União Municipal Espírita de São Paulo estava sob o comando de um grupo de espíritas laicos. Os espíritas autodenominados laicos são os espíritas que não aceitam que o Espiritismo seja uma religião ou tenha um aspecto religioso.

Continuar lendo “OS ESPÍRITAS LAICOS E A CAMPANHA PELA ESPIRITIZAÇÃO”

A CRISE NA FEB E NO CFN EM 1974/1975

Em 1974, a FEB – Federação Espírita Brasileira defendeu o fim dos departamentos de juventude ou mocidade, existentes nos centros espíritas, dando execução à plataforma defendida na série de artigos intitulada O ATALHO – ANÁLISE CRÍTICA DO MOVIMENTO ESPÍRITA de Luciano dos Anjos, publicada no REFORMADOR (1). A FEB entendia que as juventudes ou mocidades dificultavam a integração dos moços nas atividades dos centros.

Continuar lendo “A CRISE NA FEB E NO CFN EM 1974/1975”