A CONSTRUÇÃO DA TEORIA DO TRÍPLICE ASPECTO

Existem algumas expressões, usuais no movimento espírita brasileiro, que não foram criadas por Kardec, mas acabaram se firmando pela repetição.

O processo acontece da seguinte maneira:

a) alguém cria uma sentença;

b) a sentença cai no gosto coletivo;

c) opcionalmente, a sentença é enriquecida;

d) a sentença se firma;

e) por falta de conhecimento, as pessoas acreditam que a sentença tem origem em Kardec.

Um desses casos é o dito tríplice aspecto do Espiritismo. Kardec nunca proferiu a referida expressão. Nem, tampouco, disse que o Espiritismo tinha características de ciência, filosofia e religião ou moral ao mesmo tempo.

No entanto, Kardec foi o primeiro a dizer que o Espiritismo tinha três aspectos diferentes, conforme vemos abaixo:

“O Espiritismo se apresenta sob três aspectos diferentes: o fato das manifestações, os princípios de filosofia e de moral que delas decorrem e o da aplicação desses princípios” (1).

Em 1897, a Revista Espírita do Brasil, órgão do Centro da União Espírita de Propaganda no Brasil, passou a publicar uma seção intitulada CIÊNCIA, FILOSOFIA E MORAL (2). Acredito que o responsável pela coluna montou essa tríade com base na citada tripartição de Kardec:

MANIFESTAÇÕES = CIÊNCIA

PRINCÍPIOS DE FILOSOFIA E MORAL = FILOSOFIA

APLICAÇÃO DESSES PRINCÍPIOS = MORAL  

Em 1904, o cronista carioca João do Rio cita uma frase de Leopoldo Cirne num discurso proferido na FEB:

“… as obras ditas fundamentais (de Allan Kardec) (…) reúnem o tríplice aspecto de ciência, filosofia e moral ou religião” (3).

Essa foi a primeira utilização da expressão “tríplice aspecto” que encontrei. Por outro lado, Cirne construiu seu modelo com a palavra “religião” como alternativa para “moral”, modificando a tripartição do Centro da União.

Em 1929, Carlos Imbassahy suprimiu a palavra “moral” da tríade:

“Há que encarar o Espiritismo sob o seu tríplice aspecto: o de ciência, o de filosofia e o de religião” (4).

É extremamente improvável que esse pensador espírita tenha eliminado a “moral” por esquecimento. Acredito que ele retirou o citado termo por achar que o suposto terceiro aspecto devia ser apenas a “religião”.

Em 1939, um espírita — que concordava com o modelo de Imbassahy — faz a seguinte pergunta ao espírito Emmanuel no livro O CONSOLADOR:

— Apresentando o Espiritismo (…), três aspectos diferentes, científico, filosófico e religioso, qual desses aspectos é o maior?

O guia espiritual de Chico Xavier responde à questão dando extrema primazia ao aspecto religioso:

— No seu aspecto científico e filosófico, a Doutrina será sempre um campo nobre de investigações humanas (…). No aspecto religioso, todavia, repousa a sua grandeza divina, por constituir a restauração do Evangelho de Jesus Cristo…” (5).

Particularmente, eu discordo que o Espiritismo tenha o tríplice aspecto de ciência, filosofia e religião ou moral.  Na minha avaliação, o Espiritismo é apenas uma doutrina que dialoga com a ciência, a filosofia e a religião.

Em tempo: considerando que a “moral” ou “ética” é uma área da Filosofia, a versão arreligiosa do hipotético tríplice aspecto apresenta uma incongruência lógica.

xxx

NOTAS:

(1) “O LIVRO DOS ESPÍRITOS”, Conclusão, Item VII, 1o. parágrafo, FEB Editora, 4a. edição, 2013, p. 455, tradução de Evandro Noleto Bezerra.

(2) A seção foi publicada de agosto de 1897 até que o fim da revista.

(3) “AS RELIGIÕES DO RIO”,  João do Rio, José Olympio Editora, 3a. edição, 2012, p. 277. É surpreendente que o febiano e roustainguista Leopoldo Cirne  tenha defendido uma tríade com a opção de moral ou religião.

(4) “RELIGIÕES COMPARADAS”, coletânea de artigos de diversos autores, Gráfica Roland Rohn & Cia, 1929, p. 146.

(5) “O CONSOLADOR”, Francisco Cândido Xavier/Emmanuel, FEB Editora, 29a. edição, 2013, p. 9.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s